Coluna da Pópis-Iara: Não é Tudo Isopor!

Pópis-Iara é a nova colunista do CHN,e está fazendo um ótimo trabalho,com apenas uma coluna só:

 

Não é tudo de Isopor.

“É isopor puro!” É assim que algumas vezes minha amiga exclama ao ver os personagens de CH caindo sobre um móvel que logo se quebra,como uma cadeira.Já sabemos que a maioria dos mobília e paredes(principalmente) em CH foram criadas com isopor,algumas vezes por que quebrar com facilidade dando mais efeito nas cenas,e também sabemos que Chespirito nos anos 70 não tinha muitos recursos,tanto que podemos ver vários brinquedos e objetos sendo reusados várias vezes,mais no Chapolin que no Chaves,em muitos dos casos sendo Quico seu principal dono quando o caso é brinquedo.

Mas nem tudo é de mentira,muitos dos móveis são de verdade e eu particularmente adoro a mobília dos episódios de Chapolin(pois mudam de cenários mais que Chaves),são coisas raras,de brechó e bem bonitas.O contra-regra devia/deve ser muito bom para ter arrumado tudo tão bem.Vendo tudo aquilo você observa um pouco a moda dos anos 70,não só pelas roupas e cabelos dos personagens.Você já deve ter visto esses estilos na sua época mesmo(caso tenha vivido os anos 70/80) ou então em novelas e filmes antigos.

Em histórias de ficção cientifica valia colocar muito papel iluminado e luzinhas estilo piscas piscas disfarçados para poder fingir ser máquinas e computadores de laboratório.Isso era até muito comum em filmes antigos que não tinham muitos recursos e pouca tecnologia.Para alguns podem ser nostalgia de infância cheia de imaginação e criatividade,principalmente para aqueles que adoram séries japonesas cheias de robôs e monstros.

Porém aquela mobília ficava melhor naqueles episódios de época,como “A vendedora de flores” e “Anel de bruxa”.

Eu não vi ainda todos os episódios de CH,principalmente se tratado dos anos 80 e 90,e foi nessa época que Chespirito tinha mais dinheiro e condições,a série já tinha alcançado sua popularidade já no meio dos anos 70.Assim vieram mais coisas modernas os móveis alguns antigos e outros novos sofisticados,ainda assim em alguns casos a mobília falsa ainda era usada para não perder o costume.O que realmente ficou melhor naquela época foi o efeito Chroma Key.

Claro que muitos objetos usados em CH já eram velhos e gastos,não só as coisas do seu madruga,mas até alguns carrinhos do Quico não tinham rodinhas e estavam amassadas(provavelmente foram pisados pelo em algum outro episódio). Só que não pensem que isso era coisa só do Chespirito,eu imagino que muitas novelas mexicanas sofreram com isso também,o pais é subdesenvolvido e não acredito muito que só porque a Televisa é poderosa já tinha tantos recursos assim,pois até a Globo sofreu com isso nos anos 80/90,já vi mobília sendo reutilizada em outras novelas.

Chespirito reciclou objetos e ideias,mas claro que muita coisa nova surgiu em sua mente.Isso prova que não podemos ter medo de reutilizar velhas ideias,deixadas para traz ou não,principalmente se forem pensamentos originais.

 

~Pópis-Iara.

Advertisements

Posted on September 12, 2013, in Uncategorized. Bookmark the permalink. Leave a comment.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: